• Fé de Aruanda

Coluna: Barreiras da sociedade — O gênero na Umbanda


Essa é uma ilustração de Breno Loeser, ilustrador da revista KOBÁ

Quando inserimos o tema “gênero” dentro da Umbanda e do Candomblé, tudo parece tão distante, não é? Como se a questão não penetrasse dentro das paredes das casas de axé.

Pura ilusão. O gênero começa a partir do momento em que uma mulher incorpora uma entidade dita como masculina, ou um homem incorpora uma iabá. Nesse momento, tampouco importa o corpo físico do médium: o que importa é a sua energia, a sua entrega àquela força da Espiritualidade.

E por que não seria assim além das paredes do terreiro? Seja a orientação sexual ou o gênero, nada diz respeito ao próximo. O que se diz respeito a nós como irmãos é apenas o fato de acolher o outro da forma que ele é. (...)


Para ler o texto completo, clique aqui e assine gratuitamente a revista KOBÁ.



2 visualizações0 comentário