• Eduardo Bartkevihi

Rio terá primeira edição do Concurso Estadual de Samba de Terreiro

Os projetos devem ser pautados no tema ‘O Rio de Janeiro, seu povo e suas belezas’, para representar a riqueza presente no estado

(Foto: Reprodução/Concurso Estadual de Samba de Terreiro)

Para celebrar o Dia Internacional do Compositor Fluminense, através da Lei Aldir Blanc, o Governo do Estado do Rio de Janeiro promove o 1º Concurso Estadual de Samba de Terreiro. As inscrições acontecem entre os dias 20 de abril e 31 de maio, de forma on-line e gratuita. Além disso, o concurso é limitado às pessoas maiores de 18 anos que residem ou são naturais do estado.


O tema escolhido para servir de base aos sambas que serão apresentados busca retratar tanto o Rio de Janeiro quanto as particularidades dos povos que o habitam. Para isso, as composições devem ser escritas por, no máximo, dois compositores. A apresentação deverá ser realizada por uma terceira pessoa, que não estabeleça parcerias com outras obras.


A primeira eliminatória classificará por macrorregião. Logo, as cinco obras mais votadas através do voto popular on-line avançarão para a semifinal. Na semifinal, doze sambas serão escolhidos pelo público. Se possível for, por questões sanitárias, as obras realizarão um ensaio com a banda liderada pelo maestro ‘Paulão 7 cordas’, que acompanhará os interpretes na grande final.


Leia também: Meninos negros e a potência revolucionária de Ogum

Caso não haja nenhum tipo de restrição, a final será realizada no dia 26 de junho de 2021, na quadra da Portela, e contará com uma banca virtual de jurados que serão responsáveis por avaliar os sambas finalistas. As três obras vencedoras receberão, além do troféu Aldir Blanc, os valores de seis mil reais, três mil reais, e mil e quinhentos reais, respectivamente, de acordo com o primeiro, o segundo e o terceiro colocado.

Assine gratuitamente a revista KOBÁ


66 visualizações0 comentário